Lembre-se: você pode fazer sim a diferença na sua qualidade de vida e reduzir o seu risco de câncer de próstata!

O câncer de próstata é o segundo tipo de câncer mais comum entre os homens. Menos de 10% dos cânceres de próstata têm algum componente hereditário e quanto mais jovem o homem diagnosticado com este câncer, maior a probabilidade de haver um componente hereditário.

Não existe um fator de risco que se destaque para o desenvolvimento do câncer de próstata (menos de 10% dos cânceres de próstata têm algum componente hereditário), mas sim a somatória de diversos agentes que ao longo da vida aumentariam o risco do seu desenvolvimento. Inúmeras pesquisas científicas atuais demonstram que o estilo de vida exerce um grande impacto na sua incidência, sugerindo que os dois fatores de maior impacto no aumento do risco seriam: o sedentarismo e o excesso de gordura corporal. Estes estudos sugerem que mudanças profundas na dieta e no estilo de vida podem alterar a expressão genética na próstata, e possivelmente, a progressão do câncer nessa glândula. (Benker, 2018; Maluf, 2014). Os especialistas recomendam a todos os homens acima de 50 anos a realização de exames de sangue dosagem do PSA e o exame de toque retal. Vale lembrar que aproximadamente de 20% dos homens com câncer de próstata sintomático apresentam um PSA normal. Dependendo da região da próstata, o câncer também pode não ser palpável pelo toque retal, por isso o ideal é realizar os dois exames, pois são complementares. Já homens com história familiar de câncer de próstata (pai ou irmão) antes dos 60 anos, a recomendação é realizar esses exames a partir dos 45 anos.

Prevenindo o câncer de próstata: Hábitos saudáveis de vida podem ajudar a prevenir o câncer de próstata além de doenças cardiovasculares, tais como:

● Procure manter o seu peso;

● Tenha uma alimentação saudável e balanceada, rica em verduras e frutas;

● Diminua o consumo de bebidas alcoólicas;

● Não fume;

● Pratique atividade física de intensidade moderada (como ciclismo, tênis, corrida ou

natação) e com regularidade pelo menos 150 minutos por semana.

Compartilhe com quem você ama